Vivi Mairink relembra a lenda da loira do Bonfim criada por Raul filho

Vivi Mairink

A redação a procura de histórias pra contar neste mês do halloween achou a filha de um dos grandes nomes das rádios nos anos 80 e 90 , Raul filho, ( in memória ). Na época o radialista deixou muitos curiosos sem saber se era verdade ou apenas uma lenda a história da loira do Bonfim.

Sua filha Viviane Mairink de Oliveira, que vem fazendo sucesso nas redes sociais como Vivi Mairink, mora em Belo Horizonte-MG, e nos concedeu está entrevista contando todos os detalhes.

A filha lembra quando criança de seu pai e de um amigo dele Carrapeta também radialista, contando a história da loira do bonfim, há mais de 40 anos atrás. A lenda diz que uma mulher de boa aparência, loira, vestida com um vestido branco, do dia do seu casamento, conquistava os homens nas noites boêmias da capital mineira e aterrorizava os taxistas quando a deixavam no endereço indicado por ela, que quando chegavam era o cemitério Bonfim, ela descia e desaparecia ao entrar pelo cemitério . A lenda diz que está loira havia sido morta no dia do seu casamento antes mesmo de chegar ao altar.

Raul quando criança brincava muito nas redondezas do cemiterio bonfim e ate mesmo dentro do cemitério, seus pais moravam em um bairro vizinho, talvez ali se deu início a lenda.

Segundo Viviane, seu pai gostava de contar historias de suspense e deixava todos bem concentrados e sempre ficava a duvida se as historias eram reais ou se ele tinha inventado .

Raul filho trabalhou na rádio guarani da tv alterosa e na rádio America era muito querido pelo seus ouvintes.

Um outro fato que marcou muito essa fase, segundo a mineira foi o recebimento de inúmeras cartas na radio na qual seu pai levava para casa e ela ajudava abrir e responder uma a uma. Raul filho é lembrado pelo seu carinho e benevolência com todos. E a dúvida fica no ar, mito ou verdade a história da loira do Bonfim ?!