Clarissa Kalfelz A Artesã que vem se Destacando pelo mundo Afora

Clarissa Kalfelz

” Eu amo o que faço , quero cada vez mais moldar o mundo com amor “

ClarissaK concreto (@clarissak.concreto) nasceu após um pedido de casamento inesperado, Clarissa é gaúcha de nascimento, mas Catarinense de coração. Durante comemorações de final de ano, Clarissa foi surpreendida com o pedido de casamento do seu até então namorado. Logo após o pedido a cabeça já começou a viajar, pensar em mil coisas para os preparativos, cheia de idéias, até que a realidade nos mostra que tudo custa e nada é barato.

Colares em cimento rústico

A partir daí, surgiu a idéia de fazer algumas lembrancinhas de casamento artesanais – como forma de economia e por querer passar um pouco dessa alegria e da energia do feito à mão. Então veio novas dúvidas, o que fazer? como ? que material usar ? Mas nas veias da Clarissa corre a arte, desde a juventude já se aventurou por diversas áreas, em algumas delas já ganhou prêmios de destaque nacional.

Foi em meio a reforma de seu ateliê, quebrando paredes e rebocando, durante a bagunça das obras que viu cimento e areia sendo misturados e que o estalo surgiu, por que não?

Foi aí que ela decidiu relembrar os tempos de faculdade em que fazia bijuterias e resolveu juntar o cimento bruto com a delicadeza das bijus.

Uma união quase que impossivel, mas incansável e insistente que foi, não é que deu certo? Criou acessórios luxuosos contemporâneos e inusitados.

De uma simples lembrancinha a marca hoje é vista e reconhecida em vários sites europeus, o inicio da divulgação foi difícil, participamos de inúmeras feiras de artesanato , distribuímos em algumas lojas de bijuterias, mas sempre com um olhar de desconfiança das pessoas, pois ninguém acredita ou imagina em usar uma peça feita em cimento, até porque a imagem que temos do material é bruto, nos remete a imagens de contruções, reformas e jamais se pensaria em utilizar uma peça de cimento no seu pescoço, na sua orelha,no seu dedo.

O processo é bem artesanal, utilizando cimento,areia,pedras semi preciosas, materiais de reuso e água,Parece simples não é? só misturar que ta pronto,mas não é bem assim, até porque antes de tudo isso tem o processo de criação, nem tudo o que se imagina ou se desenha no papel conseguimos dar forma.

Como o cimento é um material bruto,depois se seco, endurecido, é impossivel molda-lo e dar forma, então as tentativas e erros são enormes, mas nada disso desanima a artesã, é ai que ela vai além, cria seus proprios moldes manualmente, muitas vezes feitos de argila até chegar no que imagina, após isso ela faz o molde e aí parte para a produção, produção essa que se resume a uma peça de cada vez, assim tornado peças únicas, nada é feito em grande escala então é impossivel se fazer outra peça igual.

Cada peça tem sua história, como ela mesma gosta de dizer, damos o sangue por cada uma delas, por isso são tão especiais, essa fala da-se ao motivo de que quando a peça sai da forma, ela passa por diversos processos de secagem, lixamento e acabamento, é na fase de lixamento que muitas vezes acabamos lixando os proprios dedos pois tem peças pequenas e não tem outra forma de lixar se não for manual, mas isso ela não sem importa pois é nesse momento que as peças ganham vida por receber nossas energias.

Depois de tudo isso, saber que pessoas como a Stefanie ou Sthé como é conhecida (@sextafeirablues) e outras influencers locais gostam e utilizam nossas peças, divulgando nos seus trabalhos, nos fazem chegar longe, a satisfação é imensuravel. Adoro receber foto das minhas clientes felizes e poderosas usando nossas peças por aí.

Alex Mídia

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas notícias